Logon

Minas Gerais

Casos de sucesso

​​​​​​​​​​​​Como tornar agradável para pacientes e acompanhantes a permanência num hospital? É justamente essa a missão diária do mineiro Rafael Ladeira, 37 anos. Isso há cerca de um ano, desde que assumiu o cargo de supervisor de hotelaria hospitalar no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp). O desafio não é para qualquer um. Estamos falando, simpl​esmente, do maior e mais importante centro de atendimento médico e hospitalar da América Latina. E também um dos maiores hospitais verticais do mundo, por onde circulam aproximadamente 10 mil pessoas por dia.
​Formado em Administração, Rafael complementou seus estudos com o curso de graduação tecnológica em Hotelaria​, no Hotel Escola Senac Grogotó, em Barbacena. Foi lá que, ao participar de um workshop sobre hotelaria hospitalar, despertou o interesse por essa área. No Icesp, o supervisor coordena uma equipe de 20 pessoas que o ajuda a cuidar de uma série de tarefas, que inclui, inclusive, responsabilidades importantíssimas como o controle de infecções hospitalares. ​
Passa pela equipe de Rafael também a manutenção predial e de serviços, liberação de leitos e higienização dos ambientes, entre outras coisas. “Meu maior desafio no começo foi assimilar a complexidade da área de saúde e associar à área de gestão hoteleira”, recorda. Além disso, seu setor também presta apoio a projetos especiais que ajudam a humanizar o hospital e dar um pouco mais de alegria para pacientes e acompanhantes, como comemoração de aniversários, tardes de dança, cozinha experimental e dia de beleza. 
​Mercado em expansão
Para quem se interessa pela hotelaria hospitalar como profissão, Rafael Ladeira tem uma visão otimista sobre o setor. “É um ramo novo, não tem nem 20 anos que chegou ao Brasil e só tende a crescer, principalmente em empreendimentos privados.” Segundo ele, trata-se de um diferencial que visa tornar o hospital um espaço mais agradável de se estar, mudando a impressão que todos têm de lugar frio, triste e tedioso. “Essa prática tem sido essencial para que o Icesp, que completou 10 anos em abril deste ano, mantenha a qualidade bem acima da média brasileira, mesmo atendendo 100% pelo SUS”, observa. 
​​Rafael também ressalta que há vantagens financeiras e administrativas com a implantação de sistemas de hotelaria hospitalar. “Aumenta-se consideravelmente a produtividade do setor de enfermagem, já que esses profissionais passam a fazer exclusivamente as suas atribuições mais técnicas”, exemplifica. ​Interessou-se por essa área? Confira aqui mais informações sobre o curso de graduação tecnológica em Hotelaria do Senac​. O Senac também oferece o MBA em Gestão Gastronômica e Hoteleira.​​​

​​Rafael encontrou um nicho de mercado em hotelaria 
Central de Atendimento: (31) 3057-8600 (Capitais) 0800 724 44 40 (Demais Regiões)

© Todos os Direitos Reservados - 2018.